Oferecer o tradicional sonho com recheios inusitados dentro de uma confeitaria tão tradicional quanto a Dulca quase virou um pesadelo para Roberta Ferraro. Ela não se conformava com a pouca flexibilidade do cardápio. O sonho só era vendido com o creme de baunilha. Roberta, 27 anos, entendia que era hora de oferecer mais alternativas para os clientes....