Share Button

No próximo dia 15 de agosto, quando se comemora o “Dia dos Solteiros”, o Speed Dating Brasil promete uma superfesta na costelaria Noh Bar, no bairro da Bela Vista, com 100 participantes. “Esses encontros sempre rendem boas histórias”,  diz Ivan Viveiros, 29 anos, coordenador de marketing e eventos da empresa. “Uma vez, um participante reencontrou uma amiga de infância do irmão. Hoje os dois estão namorando”.

O Speed Dating organiza eventos em que homens e mulheres solteiros, na faixa dos 19 aos 60 anos, se encontram para fazer novas amizades e, quem sabe, engatar um namoro.  A ideia surgiu em 1998, nos Estados Unidos. Com base nos princípios da religião judaica, o rabino Yaacov Deyo criou o “shiduch” para ajudar os jovens de sua igreja a arrumarem namoradas. O projeto cresceu e deixou de ser uma prática exclusiva dos judeus. Batizado de “Speed Dating”, a versão moderninha das antigas agências matrimoniais ganhou filiais de sucesso na Austrália, na China, e em países da Europa.

640871

Em 2009, o brasileiro Márcio Figueiredo, que trabalhava como gerente de planejamento, passava uma temporada em Londres, na Inglaterra, e conheceu o conceito do “Encontro Rápido”. No mesmo ano, em sociedade com Felipe Padilha, coordenador financeiro da empresa em que trabalhava, trouxe a ideia para o Brasil. De lá para cá, cerca de 200 eventos aconteceram no país, com média de 15 casais por encontro. “É um produto com grande interesse popular”, garante Vizeiros. “Novas amizades nunca são demais”.

Para participar, o candidato deve se inscrever no site da empresa, preencher um perfil com seus interesses, escolher uma das datas do evento e pagar a taxa de inscrição, que custa por volta de R$ 70,00 (sem consumação). Os encontros, que acontecem em bares, restaurantes e baladas da cidade, seguem sempre o mesmo esquema. Homens e mulheres são estrategicamente posicionados para uma conversa a dois, que dura 4 minutos. Cada participante tem em mãos um cartão, onde escreve as qualidades da pessoa com quem conversou. O som de uma buzina ou de um sino avisa quando o homem deve mudar de lugar para conhecer uma nova pessoa. As mulheres permanecem na mesma posição até o fim do encontro. Esse revezamento acontece até que todos os homens tenham conversado com todas as mulheres. No final do evento, os cartões são entregues aos organizadores, que têm até 24 horas para analisar as anotações e enviar um email a cada candidato com os contatos das pessoas que demonstraram ter interesses em comum. “Pelos nossos cálculos, 90% dos inscritos recebe pelo menos um contato do sexo oposto”, garante Viveiros.

Com esses contatos em mãos, os participantes podem fazer a aproximação – e decidir se continuarão comemorando o Dia dos Solteiros ou se vão começar a festejar o Dia dos Namorados.

.
SPEED DATING BRASIL
Tel. (11) 9 6255 2200
www.speeddatingbrasil.com.br

NOH BAR
Rua Bela Cintra, 1709, Jardins
Tel. (11) 2609-3673

Share Button