Share Button

A sorveteria Le Botteghe di Leonardo, que abriu as portas em fevereiro na Rua Oscar Freire, nos Jardins, prepara uma surpresa para o próximo mês: a venda de picolés para cachorros.

O produto foi lançado no ano passado e  faz sucesso na unidade da Le Botteghe di Leornado que funciona dentro do Ecoparco del Mediterraneo, localizado ao sul da cidade de Mondragone, na província de Caserta, a 188 km de Roma. Dentro do parque, especialmente planejado para o convívio de animais, está o Foof, primeiro museu canino do mundo. “Um cliente visitava o museu com bastante frequência e sempre parava para tomar sorvete”, lembra o diretor executivo Eugenio De Marco. “Toda vez, ele ficava bravo com o cachorro, que tomava parte do sorvete. Ele dizia para os atendentes: ‘Vocês tinham que fazer próprio para ele’. Foi assim que começamos a desenvolver essa ideia”. Por enquanto, o sorvete para cães é vendido apenas nesta unidade da Itália. São Paulo é a segunda cidade a receber a novidade. Em breve, Milão também entrará na lista. “É um lugar onde os donos também têm o hábito de passear com seus bichinhos, como São Paulo”.

-_MG_5089

Fachada do Foof, o primeiro museu de cachorros

A equipe da Le Botteghe fez estudos com médicos veterinários para elaborar a receita, que leva iogurte branco natural, uma gota de mel (no lugar do açúcar) e banana, além de um segredo que De Marco não revela. “Só colocamos alimentos tolerados pelo animal, por isso inventamos uma maneira de substituir o açúcar por outro ingrediente”, explica. “O segredo é saber balancear as matérias-primas e fazer uma sobremesa saudável”.

O sorvete para cachorro será vendido num tamanho único e custará R$ 8. Se o dono quiser dividir a sobremesa com o seu animal, não tem problema. Na verdade, só terá que se acostumar com um mini-osso feitos com couro de boi, que são colocados no lugar do palito tradicional. “Estamos tentando achar esses mini-ossos aqui no Brasil, para que possamos oferecer a mesma apresentação dos picolés na Itália”, conta De Marco.

A Le Botteghe di Leonardo foi inaugurada em 2010. Tem sete lojas na Itália (divididas entre Florença, Milão e Napoli), e duas na China. A sorveteria da Oscar Freire é a primeira da marca na América Latina. O parklet instalado na porta da loja já conta com uma área especial para cães, incluindo duas bacias com água. Como os animais não podem entrar na sorveteria, há um balcão que atende diretamente quem está na rua.

11012975_338893432982771_3355040157435987892_n

Fachada da sorveteria Le Botteghe di Leonardo, na Oscar Freire, a primeira da América Latina

Nos primeiros meses, ainda na fase de teste, o picolé canino só será vendido nos finais de semana. Apenas no sabor  banana. “Acredito que a procura será grande, porque vemos muitas pessoas passeando pela região dos Jardins com seus cachorros”, aposta. A equipe quer desenvolver logo outros sabores e pretende ainda criar campanhas, junto a ONGs, para incentivar a adoção de cachorros.

Serviço:
Le Botteghe di Leonardo
Rua Oscar Freire, 42
Tel. 2528-2000
Seg. a dom., das 9h às 24h

Share Button