Share Button

É sempre a mesma cena. Depois de shows e jogos de futebol, os estádios da Cidade amanhecem cercados por  um amontoado de lixo. Nos dois shows do cantor canadense Justin Bieber, no Morumbi, o monte de sujeira  tinha 7 toneladas, segundo informou a Secretaria das Subprefeituras de São Paulo. Em cada um dos dois dias de show, o público era de 60 mil pessoas. Para cuidar da limpeza dos arredores do Morumbi nos dois dias de apresentação, a Subprefeitura do Butantã aumentou o contingente de funcionários. Além de um caminhão que realizou a varrição e a retirada de lixo, 12 pessoas trabalharam na limpeza. Em dias normais, são 2 funcionários para a mesma região.

sujeira_2

O curioso é que os organizadores enchem os bolsos de dinheiro com os espetáculos, mas nem querem saber da limpeza. Simplesmente deixam o lixo para trás. Segundo o Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru), que libera o uso dos estádios para a produção de eventos, a  limpeza dos espaços públicos dos arredores de estádios em dias de grandes eventos é função das subprefeituras.  No último retrasado, por exemplo, quando cerca de 33 mil pessoas assistiram ao jogo entre Corinthians e Atlético-GO no estádio do Pacaembu, a Subprefeitura da Sé escalou 18 pessoas para fazer a limpeza na Praça Charles Miller e redondezas antes e depois da partida. A Secretaria das Subprefeituras afirma que, depois de cada jogo, é retirada aproximadamente 1,5 tonelada de lixo. Em dias normais, também são 2 funcionários para a mesma região.

(Com colaboração de Karina Trevizan)

Share Button