Share Button

Uma novidade no concorridíssimo mercado de pastéis em São Paulo. Depois de inauguradas as duas primeiras lojas no maior Estado do país (uma no Shopping Metrô Tucuruvi e outra na cidade de Bragança Paulista), a 10 Pastéis chegou agora ao corredor gastronômico da Rua dos Pinheiros, em Pinheiros, e está prestes a abrir outra unidade no Shopping Praça da Moça, em Diadema.

10 Pastéis abrirá sua segunda loja em São Paulo

Quem vê a franquia com 38 lojas em sete Estados brasileiros pode não imaginar as origens humildes do empreendimento. Em 1961, a família de Rui Sasasawa abriu uma pequena pastelaria chamada Tóquio na cidade de Maringá (PR). Foram 33 anos assim até que, em 1994, foi aberta a primeira pastelaria com o nome de 10 Pastéis. A escolhida foi a capital Curitiba.

Um ano depois quem entrou para o negócio foi o engenheiro mecânico Marcos Nagano. Ele teve a ideia de levar a 10 Pastéis para o negócio de franchising. Deu certo. Hoje com 53 anos e já sem qualquer sociedade com Sasasawa, o paulista controla a expansão da empresa com muita cautela: “Sempre fomos conservadores. Não paramos de receber investidores, mas fechamos mais lojas em três anos do que havíamos fechado nos 17 anteriores”, explica. “Selecionamos melhor nossos franqueados, até para não deixar alguém investir tudo o que tem em um negócio que não poderíamos garantir o retorno”.

Marcos Nagano comanda a 10 Pastéis

Apesar de uma leve desaceleração, a 10 Pastéis não tem motivo para reclamar. A rede vende entre 200 mil e 300 mil pastéis por mês e prevê no máximo três anos de retorno (prazo elevado também por causa da crise) para o investimento que oscila de 150 mil a 300 mil reais. O foco são os shopping centers, pouco lembrados pelas pastelarias Brasil afora: “Quando iniciamos a franquia lá em 1996 tivemos a intenção de trazer as famílias. Percebemos que o ambiente das pastelarias era ruim para mulheres. Ao mesmo tempo os shoppings passaram a entrar na moda e apostamos nisso. Hoje estamos em todos os shoppings de Curitiba”, explica Nagano.

Ainda assim, as lojas de rua não estão totalmente fora do radar da empresa. A de Pinheiros, por exemplo, foi aberta quase na esquina com a Mourato Coelho. “Pensamos muito nessas lojas de rua para cidades do interior. Algumas até possuem shoppings, mas as pessoas ainda andam muito a pé. Estamos pensando em planos específicos para unidades menores com quiosques na rua”, prevê. A ideia é explorar também os sabores regionais: em Bragança Paulista, por exemplo, a 10 Pastéis oferece um pastel especial feito com a tradicional linguiça bragantina.

Para entrar na cidade que considera a “capital do pastel”, Nagano mostra suas credenciais: primeiro, lojas elaboradas que atendam a todas as classes sociais, desde as que serão atraídas pelos 4 reais da linha mais popular até as que preferem a linha gourmet com unidades a 30 reais; depois, massas especiais feita de pimenta e, no caso dos sabores doces, de chocolate; ainda quanto a massa, uma variação feita com 50% menos de gordura traz a novidade de um pastel que não é frito, mas sim tostado; a borda recheada também é uma arma e tanto; e, no caso da nova loja em Pinheiros, tem a mais curiosa das novidades: por R$ 34,90, durante a noite, funciona um rodízio de pastel.  São pelo menos 20 opções em tamanho reduzido. Até então, o rodízio era oferecido apenas na unidade do bairro do Batel, em Curitiba. Por outro lado, na hora do almoço, pratos executivos tentam atrair a clientela.

Pastéis feitos com massa de chocolate são outra aposta das 10 Pastéis

As massas são produzidas no Paraná e enviadas para cada um dos restaurantes. Os demais ingredientes chegam em fornecedores previamente credenciados. Ciente de que o maior cartão de visitas é o próprio nome, Marcos Nagano explica: “É engraçado porque todo mundo pergunta. Fizemos uma pesquisa e escolhemos o número 10 para representar excelência. As pessoas criam várias histórias… Já teve gente achando que se comprasse um pastel levaria 10”, diverte-se.

Para mostrar que a concorrência é mesmo acirrada, outra novidade que vem por aí é uma loja Pastel da Maria na Avenida Paulista esquina com a Padre João Manoel.

(Fotos: Divulgação)

Share Button