Share Button

A rede americana Johnny Rockets está chegando ao Brasil. A hamburgueria, com decoração inspirada na década de 50, foi fundada em Los Angeles no ano de 1986. Hoje, a rede ultrapassou as 300 unidades pelo mundo. Ainda em busca de fornecedores, Antonio Augusto Ribeiro de Souza pretende inaugurar o primeiro restaurante no início de 2013. O empresário, que é ex-franqueado do McDonald’s, promete pelo menos 30 lojas espalhadas pelo Brasil.

O cardápio, de acordo com Souza, será como o original americano, mas com alguns itens a mais. Uma das novidades é oferecer, além do hambúrguer tradicional, uma versão feita de picanha. “Também teremos mais opções no menu de saladas e no de sobremesas”, afirma o proprietário.

Desde 2004,  Antonio Augusto Ribeiro de Souza tenta trazer os estabelecimentos ao Brasil. Mas não conseguia por causa de uma hamburgueria que usava a marca Rockets na Rua Melo Alves, nos Jardins. Em março, uma decisão judicial obrigou a Rockets a cobrir o nome da fachada e a tirar o site do ar. Foram trocados cardápios e guardanapos timbrados. Até o bordado nas roupas dos garçons teve que ser desfeito.

Carlinhos Campos afirma ter registrado a marca Rockets há 18 anos. Por mais que o nome não seja o mesmo da rede americana, a marca é uma cópia deslavada. “Eles tentavam parecer uma franquia brasileira da lanchonete”, diz Souza, que procura não se envolver em questões legais. “Quem cuida das disputas é a matriz da Johnny Rockets, que tem como objetivo proteger a marca”. Em outubro do ano passado, a empresa entrou com uma ação judicial para obter os direitos de uso da própria marca em território brasileiro.

O proprietário da Rockets afirma que, no fim de janeiro, foi informado de que não poderia mais usar a marca. “Tenho uma empresa legal e registrada idoneamente”, diz. “Por isto, entramos com um recurso.” De acordo com Campos, o processo ainda não chegou ao fim e ainda há chances de obter novamente autorização para o uso dos símbolos. Mesmo assim, o empresário contratou uma empresa de branding para desenvolver uma nova marca e registrar outro nome – que, diz ele, ainda não foi escolhido.

Share Button