Share Button

Não é fácil chegar perto do padre Fábio de Melo depois que ele se tornou uma celebridade. Seus nove discos e dois DVDs já venderam 2 milhões de cópias. Os oito livros já somaram 500 mil exemplares vendidos. Padre Fábio de Melo é apresentador do programa “Direção Espiritual”, exibido às quartas e sábados pela emissora católica Canção Nova. Quem administra a carreira do padre é Heliomara Marques, 48 anos, solteira e sem filhos. Ela também cuida da carreira de outros cantores católicos, como Eros Biondini, Adriana e a banda Dominus. Além disso, Leozinha, como prefere ser chamada, é empresária dos cantores Paulinho Pedra Azul e André Leonno. Também não é fácil chegar perto de Leozinha. Ela só aceitou conversar com o Curiocidade por e-mail.

padre

Há quanto tempo você trabalha com o padre Fábio de Melo?

Este ano, comemoramos 10 anos trabalhando juntos. São também 10 anos da ordenação sacerdotal do padre. É, portanto, um ano muito feliz para nós! Nossa relação é ótima, eu o considero um irmão mais novo. Somos amigos desde que ele era seminarista, há mais ou menos 17 anos. Depois da ordenação, ele foi morar em Belo Horizonte, onde eu vivo, para fazer o mestrado. Foi nessa época que começamos o trabalho.

Como é sua rotina como empresária do padre?

Não me sinto empresária do padre, mas, sim, da “boa nova” que o padre anuncia. A rotina é puxada. Nossos dias são intensos: agendamento de compromissos musicais, programas de TV, imprensa, atendimento aos admiradores do trabalho do padre…  Tenho que cuidar também de toda a produção artística dos eventos e da logística de toda a equipe. É muito trabalhoso, mas eu amo o que faço. O melhor de tudo é ouvir testemunhos de vida e descobrir o quanto faz bem esse “Jesus Humano” que o padre Fábio representa.

Você precisa acompanhá-lo em todos os eventos?

Sim. Temos um cuidado especial com o “sacerdote” Fábio de Melo. O ideal é que eu viaje com ele sempre. Quando não posso, escalo alguém para acompanhá-lo. Ele não é um “artista-padre”, mas o “padre-cantor”, o “padre-escritor”, o apresentador, o compositor. Os outros artistas não têm esse vínculo espiritual e institucional. Existe todo um contexto religioso que rege a vida de um padre, e isso inevitavelmente afeta o trabalho como artista, escritor, comunicador. Precisamos manter a unidade com a Igreja Católica nos nossos projetos.

O padre Fábio de Melo ainda tem tempo para celebrar missas?

Claro, o sacerdócio dele é o mais importante. Ele celebra missas na diocese à qual pertence, que é a de Taubaté (SP), e também nas peregrinações , nos acampamentos de oração em Cachoeira Paulista (SP), que são transmitidos pela TV Canção Nova.

[A Diocese de Taubaté (SP) diz que o padre Fábio Melo não informa quantas missas celebra por mês. Segundo o padre Kleber Rodrigues, coordenador diocesano, como não tem paróquia, ele fica livre para celebrar onde quiser quando está na cidade]

Existe muito assédio de fãs?

O que existe de verdade são pessoas que desejam ter a chance de dizer ao Padre que se sentem vivos e com força para lutar por causa da palavra que ele anuncia. Todos os dias eu ouço um testemunho de alguém. São homens, mulheres, jovens, crianças e, principalmente, velhinhas, por quem o padre Fábio tem um carinho especial. Mas é humanamente impossível retornar a todos que nos escrevem e atender às centenas de convites que chegam de várias cidades do Brasil. Tenho uma enorme dificuldade em dizer “não”.

(Com colaboração de Karina Trevizan)

Share Button