Share Button

Dentro de um dos mais tradicionais clubes de bocha da cidade, o G.D.R. Piquery, funciona uma das mais secretas pizzarias de São Paulo. As mesas foram montadas ao lado das duas canchas de bocha do clube, inaugurado em 1º de maio de 1920. Os horários da pizzaria não coincidem com os das partidas de bocha (que até hoje acontecem religiosamente nas tardes de sábados e domingos), mas os que chegarem cedo para o jantar podem dar a sorte de acompanhar o fim da rodada. Uma lousa instalada do outro lado das mesas mostra a classificação do Campeonato Paulista.

photo

O clube de 93 anos de idade hoje sobrevive justamente da venda de pizzas. “A juventude paulistana não quer mais saber de bocha”, lamenta Hélio Garcia, 80 anos, sócio do G.D.R. Garcia,  que se apresenta como o morador mais velho natural do Piquery, é o retrato dos que ainda frequentam o clube pelo gosto pelo esporte. O clube foi criado como Grêmio Dramático Recreativo (como designa a sigla G.D.R.) e seus participantes montavam peças teatrais. Mas a bocha já estava enraizava no bairro de colonização italiana. Em 1977, uma fusão com um clube particular local, que funcionava a 500 metros dali, levou o esporte oficialmente ao Piquery. Dois anos depois, foi instalado o forno de pizza.

foto

O time titular do clube disputa até hoje as três divisões do Campeonato Paulista de Bocha. Os troféus conquistados pelas equipes ao longo dos anos não cabem na salinha reservada a eles – algumas dezenas deles já se acumulam pelos corredores.

photo (11)

O espaço conta ainda com um amplo salão, que nos anos 60 era palco de festas e bailes de Carnaval. Hoje, abriga uma única festa local por ano – a do aniversário do clube, no feriado de 1º de maio. No restante do ano, o aluguel do salão funciona como fonte extra de renda para manter o clube na ativa. “Com o dinheiro que recebemos dos sócios, não conseguimos pagar nem o gás”, conta Lívio Albiero, 83 anos, diretor do patrimônio do clube. Os 50 sócios do G.D.R. contribuem com o valor simbólico de 100 reais por ano (o que dá pouco mais de 8 reais ao mês).

Apesar da desesperança dos sócios quanto ao futuro do jogo de bocha na cidade, o ar nostálgico do clube contribui para o sucesso da pizzaria. Lívio garante que mais de 90% do público vem de fora do bairro do Piquery. São 36 tipos de cobertura. Uma das mais pedidas é a de alho-poró. A que mais chama a atenção no cardápio é a “Frescura”, que leva alho-poró, cogumelos e alho frito. A massa é fina e crocante; o molho, bem temperado; e o recheio, na medida certa. Não chega a ser um primor de pizza, mas tem ótimo custo-benefício. A mussarela sai por R$ 30.  As sobremesas (pudim, musse e quindim) custam R$ 4. São pequenas e, vá lá que o lugar é simples, são servidas em embalagens de plástico. A casa abre de sexta a domingo, às 19h, e só fecha depois que o último cliente for embora, o que costuma acontecer por volta das 23h. As canchas de bocha são liberadas para as crianças correrem e até jogarem futebol.

G.D.R. Piquery
Rua Pedro Colaço, 187, Piquery
Tel. 3976-1237
Sextas, sábados e domingos, a partir das 19h
http://www.gdrpiquery.com.br/

Share Button