Share Button

Muitas novidades para os clientes do Pitanga, tradicional restaurante da Vila Madalena. A casa está com dono (e chef) novo, sofreu mudanças no cardápio e, há um mês, passou a abrir durante a noite. Enquanto no almoço ainda funciona apenas o serviço de bufê, o menu noturno é composto por pratos à la carte.

PITANGA

O novo chef e proprietário da casa é o paulistano Rodrigo Tambelli, formado em Educação Física e com mestrado em Fisiologia Humana. Tambelli tinha como hobby cozinhar em festas de família. “Em 2007, decidi dar uma reviravolta em minha vida e mudar de área”, conta o cozinheiro, que tem o Pitanga como primeiro empreendimento.

“Meu namoro com o Pitanga começou em fevereiro do ano passado”, diz Tambelli. Na época, o chef procurava um estabelecimento para entrar como sócio. Um amigo em comum deu a notícia de que Gilberto Geronimo Oller, o “Peninha”, dono do Pitanga, estava querendo dedicar mais tempo à paixão que tem pelo cinema. “Entrei na sociedade e, desde dezembro, estou sozinho no negócio”.

Tambelli pretende manter o cardápio contemporâneo do Pitanga, que também tem inspirações mediterrâneas. No bufê, os pratos são sazonais, para manter o frescor dos ingredientes. Os pratos à la carte, servidos durante a noite, são todos criados por ele e serão atualizados a cada três meses. O atendimento noturno ainda não foi divulgado. Por enquanto, o movimento consiste principalmente em amigos e clientes fiéis da casa. “Estou aproveitando o movimento leve do soft opening para treinar meus funcionários”, diz Tambelli. “O serviço à la carte é totalmente diferente do oferecido em bufês”.

Serviço
Pitanga
R. Original, 162, Vila Madalena, 3816-2964

(Com colaboração de Míriam Castro e foto de Epitácio Pessoa/AE)

Share Button