Share Button

Hugo Leonardo de Freitas, proprietário da banca de frutos do mar Rei do Camarão, no Mercado Municipal de São Paulo, estava cansado de ver turistas brasileiros e estrangeiros visitando sua loja sem levar nada. “Eles achavam os peixes bonitos, mas não tinham como comprar e armazenar produtos tão perecíveis”, diz.

Mercapoint tem lembranças do Mercadão e de São Paulo (Foto: Alexandre Macedo/Divulgação)

Há dois anos, o empresário teve a ideia de criar uma loja de suvenires para os visitantes do Mercado Municipal. Na Mercapoint, são vendidas lembrancinhas do Brasil, de São Paulo e do próprio Mercadão. Inaugurada em setembro de 2011, a loja já atendeu americanos, franceses e alemães, além eslovacos, poloneses e angolanos.

O Mercadão faz parte do roteiro de quem visita a cidade. “Sempre vêm grupos por causa de eventos esportivos, como a Fórmula Indy ou, no ano passado, a Copa Mundial de Handebol Feminino”, conta Freitas. De acordo com o proprietário, cada tipo de suvenir é procurado por uma categoria de visitante: “Estrangeiros querem coisas com a bandeira do Brasil, enquanto os itens que remetem ao Mercado ou a São Paulo ficam com os paulistanos e turistas de outros Estados”.

Entre os cerca de 500 itens, são vendidos chaveiros, copos e pratos. As camisetas (R$ 38,00) são as campeãs de vendas. As canecas (R$10,00), os kits para preparar caipirinha (R$25,00) e as bolsas(R$ 20,00) também fazem sucesso entre os turistas estrangeiros.

Não é só o Mercado Municipal que tem loja de suvenires: outros pontos turísticos da cidade vendem lembranças aos visitantes. A Pinacoteca do Estado, por exemplo, tem uma loja de lembranças do museu. Além de catálogos de exposições e livros dedicados à história da arte, a lojinha vende uma linha institucional de 30 itens com a marca da Pinacoteca. São lápis, cadernos de anotação e aventais, todos com o logo do museu ou frases inspiradoras.

De acordo com a assessoria de imprensa da Pinacoteca, o público consumidor é variado, mas constituído principalmente por paulistanos e visitantes de outros Estados do Brasil. Para estas pessoas, existe uma linha de cartões postais estampados com obras do acervo. Vendidos por R$ 2,00, eles estão entre os produtos mais vendidos da loja.

Canecas: lembranças vendidas a partir de R$ 10,00 na Sampa in Stampa (Foto: Édi Pereira/Divulgação)

Além dos museus, dá para comprar lembrancinhas de São Paulo na loja virtual Sampa in Stampa. A marca, criada em dezembro de 2007 pela paulistana Anneliese Lukine Martins, já tem 150 itens relacionados à metrópole. “Sou apaixonada por São Paulo e achava incrível não existirem suvenires da cidade por aí”, conta Anneliese. Entre os clientes do quiosque da loja no Shopping Center 3, ponto que foi temporariamente desativado, a maioria é de paulistanos. “Ao ver a loja, as pessoas comentam que têm  produtos de várias cidades estrangeiras, mas não do local em que vivem”.

O nome da Vista São Paulo não poderia ser mais adequado. As roupas da loja são estampadas com imagens de pontos turísticos importantes da cidade. “Nosso objetivo era chamar atenção dos turistas, mas já temos muitos clientes paulistanos”, afirma Ricardo Luiz Ortega, um dos proprietários. Ele e os sócios, Flavio Ricardo Dantas e Leonardo Pecsi, trabalhavam com vendas antes de ter a ideia da loja. Em 2010, alugaram um espaço no Copan, mas logo foram para a Praça Benedito Calixto. Agora, a loja fica na Rua Augusta.

Serviço:
Mercapoint
R. Cantareira, 306, Luz. Mercado Municipal: Rua M, loja 42.
Tel. 3227-7072

Pinacoteca do Estado de São Paulo
Pça. da Luz, 2, Luz
Tel. 3224-1000

Sampa in Stampa
www.sampainstampa.com.br

Vista São Paulo
R. Augusta, 2.800, Jardim Paulista
Tel. 3255-1776

(Com colaboração de Míriam Castro)

Share Button