Share Button

Gosto de ser atendido por seres humanos.

Sei que vou ser criticado por isso, mas é o meu jeito. Até hoje me recuso a instalar aqueles selos no carro porque gosto de ser atendido pelo pessoal das cabines (já escrevi um livro que tem uma moça do pedágio como tema, que se chama A mulher que falava pára-choquês).

Por isso, olhei com certa desconfiança um braço robotizado que está vendendo sorvete no piso Jardins do Shopping Paulista. A máquina  Robot Innovations – Ice Cream foi instalada em frente ao restaurante The Fifties. A novidade consiste em um braço mecanizado que prepara a sua sobremesa. Para começar essa nova experiência, o cliente deve pagar R$ 6,50 no cartão de crédito (sim, única forma de pagamento). Em seguida, na pequena tela de comando, aparecem os três sabores de sorvete: vanilla, chocolate ou misto. O sorvete será recoberto com confeitos. São seis opções, como granulado colorido e chocoball. Essas duas sequências se repetem, formando o que eles chamam de “4 camadas de alegria”. Para deixar a brincadeira mais animada, o robô pode assumir a identidade de quatro personagens virtuais diferentes. Quando alguém aciona a máquina, uma pequena multidão se junta para ver o preparo.

robo_sorvete_1

Encontrei um vídeo que mostra como o robô funciona. Ele foi apresentado pela empresa Topema numa feira do setor em 2012. Naquele tempo, o robô oferecia cinco camadas.

Fiz a experiência na tarde da última sexta-feira, dia 25 de abril, e a máquina estava simplesmente sem o sorvete. Não havia nenhum aviso e o pagamento foi aceito normalmente. O robô realizou toda a sequência, mas acabou entregando apenas um copo com os confeitos. A máquina não tem telefone de contato. Apenas um e-mail do SAC. Reclamar pra quem? Ela não fornece nota fiscal. O robô me roubou R$ 6,50. Que falta faz um ser humano nessas horas!

robo_sac

Share Button