Share Button

Os 180 metros da Rua Bianchi Bertoldi, em Pinheiros, tem oito restaurantes, três cafés, duas lanchonetes e uma loja de conveniência – os únicos patinhos feios são uma loja de roupas femininas e uma oficina  de cromação. É a maior concentração do gênero na cidade.  Os estabelecimentos dividem o espaço com dois edifícios comerciais e outros três prédios residenciais, sendo que dois deles alugam áreas para restaurantes. “Essa rua é impressionante”, diz a contadora Ingrid Lemos, que trabalha há 4 anos na região e sempre almoça na Bianchi Bertoldi. “Quando fecha um, abre outro logo na sequência”.

A rua de um único quarteirão fica próxima à Avenida Brigadeiro Faria Lima. O forte é mesmo o almoço. Tanto que, dos catorze estabelecimentos, onze  não funcionam à noite. A única casa que ainda resiste à invasão gastronômica é a do aposentado Romeu Camargo, de 90 anos. Ainda assim Romeu empresta o espaço de sua garagem para o descarregamento de mercadorias do café vizinho. “Ele já recebeu ofertas, mas não quer vender”, avisa Emilia Alves, empregada da casa.

Confira o roteiro com restaurantes:

Nova Pinheiros  – Entrada pelo número 1359 da Rua dos Pinheiros), 3037-7371, seg. a sáb., 6h/23h30 – É um ponto bastante disputado nos finais de tarde das sextas-feiras, quando o pessoal dos escritórios da Faria Lima se encontram ali para o happy-hour. Às quartas, a feijoada para duas pessoas sai por R$18.

Castelo de Viana  – Entrada pelo número 1387 da Rua dos Pinheiros), 3814-5545 e 3811-9464, todos os dias, 6h/1h  – A lanchonete e pizzaria possui bufê de almoço com oito pratos quentes e dez frios. O preço do quilo é R$30,90. À noite, pizzas e cervejas são o atrativo da casa. A redonda de mussarela custa R$22.

Cilene Doces  – Número 19 , 3811-9445, seg. a sex., 7h30/19h – A única loja de conveniência da rua tem grandes filas no caixa entre o meio-dia e às 15h. Frequentadores da rua querem garantir chocolates, chicletes e biscoitos para adoçar o resto do expediente.

Landi Café e  Restaurante  – Número 33, 3895-3693, seg. a sex. 11h30/15h – O preço do quilo é R$49,90, mas os comilões preferem o bufê à vontade por R$10,90. Entre os vinte pratos frios e os sete quentes, o bacalhau à portuguesa servido às terças-feiras faz sucesso.

Jardino’s Restaurante – Número 54, 3816-4932, seg. a sex., 11h/15h – Mesmo com espaço para 200 pessoas, o Jardino’s chega a ter fila na porta na hora do almoço. O preço do quilo é de R$35, 90.

Vila São José – Número 68, 3031-8982, seg/sex 8h/18h-  O bufê possui quinze pratos quentes e dez frios (R$49,90, o quilo). Enquanto a maioria das casas fecha por volta das 15h, a Vila São José oferece um almoço com horário estendido. O salão tem capacidade para 20o pessoas.

Heros – Número 74, 3816-8194, seg. a sex., 11h/15h30 – A opção de carnes grelhadas já incluída no preço do quilo é um atrativo e tanto. Tem capacidade para 98 pessoas e o quilo custa R$31,90.

Pôr do Sol– Número 104, 3031-8884, seg. a sex., 11h/15h – Está há 18 anos na Bianchi Bertoldi. Tem capacidade para 56 pessoas e o quilo, que custa R$24,90, dá direito a sobremesa. Também há a opção de se servir à vontade pelo preço de R$16,90, com um copo de suco incluso.

Raspatacho –  Número 109, 3596-2600, seg. a sex., 11h15/16h – Com um esquema diferente, o restaurante consegue se manter cheio por mais tempo. A ideia é simples: saindo antes das 12h30 ou chegando depois das 13h45, o preço dos pratos diminui. O filé ao molho madeira com arroz e legumes, por exemplo, cai de R$25,20 para R$18,90. Existe apenas a opção à la carte e o bufê de saladas e sobremesas já está incluído no valor do prato.

Capisce? – Número 118, 3031-9064 e 3297-6779, seg. a sex., 11h30/15h – O restaurante tem um esquema parecido com o de praças de alimentação. O cliente entra, pede, paga e espera no balcão sua refeição chegar. A média dos preços dos pratos com um copo de suco e sobremesa – todos individuais-  é de R$22,90.  O tortelone recheado com pepperoni e mussarela é o mais pedido e custa R$19,90.

Vie Verti – Número 128, 3812-4331, seg. a sex., 11h/15h – O restaurante e café oferece almoço à la carte com bufê de saladas e sobremesa inclusos por R$19,80. Cobra os 10% de serviço.  Os sucos e pratos naturais, como o hambúrguer de soja, são o diferencial.

Sofá Café – Número 130, 3034-5830, seg. a sex., 9h/18h30, e sáb., 10h/14h – Com capacidade para 70 pessoas e ambiente com sofás e poltronas, o café oferece menu de saladas, omeletes, lanches e quiches que varia de R$18,00 a R$26,00.

Gi Restaurantes – Número 147, 3812-5777, almoço todos os dias, 12h/18h, e jantar, ter. a sáb., 18h/23h30 – Com pratos para duas pessoas ou mais a casa funciona apenas à la carte e possui opções de saladas, risotos, massas e carnes. O prato mais pedido é o bife à parmegiana ( R$59,00 para até quatro pessoas).

Café Grão Expresso – (Entrada pelo número 214 da Rua Henrique Monteiro) , 3031-6508, seg. a sex., 7h/19h – Apesar de ser um café, o espaço serve almoço à la carte com pratos individuais. O filé à parmegiana sai por R$23,00

(Com colaboração de Juliana Tamdjian e foto Epitácio Pessoa/Estadão)

Share Button