Share Button

Acaba de abrir as portas num pequeno shopping da Rua Augusta o Cochilo, anunciado como primeiro “cochilódromo” de São Paulo. O serviço conta com quatro cabines acústicas, cada uma abrigando uma cama especial, luz e música suave para relaxamento rápido. O cliente não precisa ter medo de perder a hora. Quando o tempo pré-estipulado chega ao fim, inicia-se o ritual do despertar: a cama vibra e as luzes piscam. Na saída, uma cortesia: um cafezinho para ajudar a enfrentar o restante do dia.

cochilodromo

A ideia surgiu em 2010, quando o empresário Marcelo Von Ancken precisou esperar três horas na cidade até o horário de uma reunião e não encontrou um único lugar onde pudesse descansar. “Quando ele chegou em casa e me contou, irritado, sobre seu dia, nós tivemos a ideia de investir no serviço”, conta Alícia Jankavski, mulher e sócia de Marcelo. Aberta ao público no início do mês, a casa ainda é alvo de desconfiança. “As pessoas sabem que o cochilo é necessário, mas ficam constrangidas em utilizar o serviço”, acredita. A proprietária, no entanto, é otimista. A empresa está firmando parcerias com empresas da região para que os chefes encorajem seus funcionários a reservar alguns minutos do dia para uma soneca. Os preços variam de 15 (15 minutos de cochilo) a 30 reais (uma hora de sono). Quem trabalha no Banco Safra, por exemplo, já ganha 20% de desconto no Cochilódromo.

Uma outra experiência nessa área do cochilo tem 8 anos. Salete Ebone, dona do restaurante Bello Bello, em Pinheiros, já tinha percebido que a soneca depois do almoço era um nicho a ser explorado. Desde 2004, seus clientes são convidados a dar uma dormidinha depois de satisfeitos. No subsolo do restaurante, há um espaço decorado com sofás e futtons aconchegantes. O serviço é uma cortesia da casa: não há custo adicional ou limite de tempo para se tirar um cochilo. “Tem cliente que frequenta o restaurante pela sala da soneca”, conta Salete. Só cuidado para não perder a hora. Os funcionários do restaurante deixam os clientes tão à vontade que os mais cansados podem se esquecer de voltar ao trabalho.

Serviços:

Cochilo
Rua Augusta, 1.600 (Shopping Porto Paulista)
De segunda a sábado, das 8h às 20h
3796-8444 / 3796-5444

Restaurante Bello Bello
Rua Teodoro Sampaio, 1097
De segunda a sexta, das 11h45 às 15h (aos sábados, até as 17h)
3088-2242

Share Button