Share Button

Minha procura por endereços curiosos de São Paulo começou por causa de Sharon Stone. É que o filme “O Instinto Selvagem” tinha acabado de estrear em São Paulo, em 1992, e fez de cara  muito sucesso. A personagem de Sharon no filme matava suas vítimas com um prosaíco picador de gelo. Na redação de Veja S. Paulo, onde eu trabalhava na época, decidimos sair à procura de picadores de gelo pela cidade. Não encontrei a peça, mas pauta rendeu uma reportagem de 20 páginas mostrando “onde encontrar produtos e serviços difíceis”. A partir daí, continuei procurando lugares secretos na cidade e isso rendeu o guia “Os Endereços Curiosos de São Paulo”, que tem hoje 1 000 verbetes.

Há alguns dias, durante uma caminhada pelo centro atrás de novas descobertas, cheguei à loja Daiso Japan, inaugurada no final de 2012, na Rua Direita, quase na esquina com a Praça do Patriarca. A empresa possui cerca de 3 mil lojas espalhadas pelo mundo, sendo 1.200 delas em países da Ásia. Esta é a primeira na América Latina. O conceito é o mesmo de nossas famosas lojas de “tudo por R$1,99”. Só que, na Daiso, os produtos importados custam R$ 5,99 (esse preço pode subir nos próximos dias para R$ 6,99 ou R$ 7,99, me disse um dos funcionários).

O clima nipônico prevalece tanto nos produtos fornecidos quanto na música de fundo e nos clientes. A estratégia utilizada pela equipe da Daiso foi fazer anúncios apenas em veículos da colônia japonesa em São Paulo. Além disso, a loja deu preferência para atendentes que tivessem familiaridade com a língua. Pois foi ali, no meio de petecas de badminton e porta-bananas, que encontrei pela primeira vez picadores de gelo à venda em São Paulo. Um picador de gelo de aço inox, com cabo de madeira, medindo 15 centímetros. Vinte anos depois, finalmente, posso dizer que tive um reencontro com Sharon Stone em plena Rua Direita. Era mais um momento para celebrar a cidade que – agora posso dizer – tem mesmo de tudo!

Rua Direita, 247, Centro, Seg. a sáb. 9h30/19h30 e dom. 9h30 a 15h30.

(Fotos Divulgação e Clayton de Souza/Estadão)

Share Button