Share Button

Ateliê Mariza Doces, Viko Gastronomia, Bar da Dona Onça, Sal Gastronomia, Arroz de Festa, Mônica Dajcz e Neka Gastronomia. Pode ser que, à primeira vista, esses restaurantes não apresentem muita semelhança, mas todos eles fazem parte de uma mesma iniciativa: contratam auxiliares de cozinha formados pela ONG Gastromotiva.

Fundada em 2007 pelo chef David Hertz, a Gastromotiva proporciona a jovens de baixa renda acesso a cursos profissionalizantes. Durante nove meses, eles aprendem conceitos de nutrição e técnicas gastronômicas. Mas nenhum dos alunos faz algum prato durante os dois primeiros meses. “A cozinha serve apenas como meio para formar uma pessoa”, diz Hertz. Antes de levar os aprendizes para as aulas práticas, as matérias envolvem o desenvolvimento pessoal e cidadania.

gastromotiva

Turma de auxiliares de cozinha formados pela Gastromotiva

A ideia surgiu em 2004, quando Hertz dava aulas no curso de Gastronomia da universidade Anhembi Morumbi. Ele ensinava técnicas culinárias a jovens da favela do Jaguaré, na zona Oeste. Em 2007, o projeto cresceu e ganhou o nome atual – antes, era conhecido como “Cozinheiro Cidadão”. O professor passou a usar a estrutura da própria faculdade durante o período vespertino, quando as cozinhas não estão ocupadas.

“No Brasil, há um número imenso de pessoas procurando estudo”, diz o chef. “Tento diminuir o abismo social que existe no país, mesmo que seja um pouco, proporcionando emprego a esses jovens”. Em seus cinco anos de existência, a ONG já capacitou cerca de 150 auxiliares de cozinha com uma taxa de empregabilidade de 93%. Os restaurantes e bufês citados no começo da reportagem são alguns dos que apoiam o projeto.

Para ser um dos alunos do programa de capacitação da Gastromotiva, é preciso ter entre 18 e 35 anos, ensino médio completo e renda familiar de até três salários mínimos. São 40 vagas disponíveis para a turma de 2012: a inscrição é feita pelo site da ONG. Quem não se encaixa nos quesitos exigidos, mas tem interesse por gastronomia, deve entrar em contato com a iniciativa para se informar a respeito dos cursos livres oferecidos.

(Com colaboração de Míriam Castro e foto de divulgação)

Share Button