Share Button

Motoristas e outras pessoas que circulam pela região da Barra Funda, na zona Oeste, não podem mais utilizar o Playcenter como ponto de referência. Depois do fechamento do parque, em 29 de julho do ano passado, a montanha-russa, o Evolution, o Skycoaster e outros brinquedos grandes foram aos poucos desaparecendo da fachada. Até não sobrar nenhum. “O parque acabou, mas eu ainda me refiro ao local como Playcenter”, confessa o taxista Antônio Lúcio, de 55 anos. Seu companheiro de ponto, João Martins, 60 anos, diz que agora as pessoas só conseguem se localizar com o GPS. “Perdemos um dos principais pontos de referência da Marginal”, afirma. Em 39 anos de existência, o parque e seus brinquedos eram um referencial para a Ponte Adhemar Ferreira da Silva, a Ponte do Limão, na Marginal Tietê. “Sempre uso a ‘Ponte do Playcenter’ e outro dia quase perdi a entrada”, conta a empresária Paula Simões.

O parque, na Marginal Tietê, em março de 2012

O anúncio do fechamento aconteceu em março de 2012. Alguns brinquedos foram para outros parques dentro e fora do Brasil, como a Cidade de Criança, em São Bernardo do Campo (SP), o Mirabilândia Park, em Olinda (PE), e o Parque Diverciones, na Costa Rica. A proposta para o terreno é que lá funcione um parque de diversões voltado para o público infantil, baseado na Legolândia, sem os brinquedos mais radicais. A previsão dada na época é que em julho deste ano ele estará pronto, mas nem toda a área de 85 mil metros quadrados do Playcenter será utilizada – 23% foi vendida para um empreendimento imobiliário.

Inaugurado em 1973, o Playcenter ocupou nos anos 1980 o posto de maior parque de diversões da América Latina.  O investimento no novo parque será de 40 milhões de reais. Enquanto ele não fica pronto, os motoristas vão ter que procurar por outras referências na região. A partir do dia 8 de março, o circo Tihany ocupará a área para uma curta temporada. A lona estava montada no Parque Villa-Lobos, que irá receber agora o Cirque du Soleil. Não se sabe ainda quantas semanas o Tihany ficará no terreno.

Confira as fotos de como ficou o terreno antes ocupado pelo Playcenter:





(Com colaboração de Juliana Tamdjian e fotos de Paulo Liebert e Tiago Queiroz/Estadão)

Share Button