Share Button

A morte do ator Leonard Nimoy, sexta-feira passada, deixou uma legião de fãs de Star Trek – Jornada nas Estrelas desconsolados. O paulista Ralfo Furtado, 55 anos, dono da loja USS Brazil, disse que se sentiu órfão. Tudo por causa de uma brincadeira que fez com o ator em 1996. Durante uma convenção para trekkers nos Estados Unidos, ele e os fãs de diversas nacionalidades foram instruídos a não subir ao palco para tirar fotos ou pedir autógrafo para Nimoy. Em contrapartida, todos poderiam fazer uma pergunta a ele. “Eu estava com o livro ‘Eu Sou Spock’, a autobiografia dele na mão e comecei a dizer que o considerava como um pai para mim”, lembra Furtado, muito emocionado. “Ele e o meu pai tinham a mesma idade e, sempre que o via na TV, chamava o meu pai para ver junto. Nimoy começou a dar risada e disse ‘tudo bem, meu filho’, me chamou para o palco e autografou o meu livro”.

signsp

O “Filho de Spock”, como ainda é chamado pelos amigos, tem outras boas lembranças relacionadas ao ator. Em 1998, Furtado foi até a casa de Nimoy em Bell Air, na Califórnia, e encheu a caixa de correio com cartas de fãs brasileiros pedindo a vinda dele para o Brasil. Em 2003, o fã ajudou a organizar a vinda de Nimoy ao país.

stcanyonrd

A ideia de criar uma loja especializada em produtos do Jornada nas Estrelas, a USS Brazil, nasceu em 1991. Ralfo Furtado viu um pequeno cartaz – com a foto do Senhor Spock – em uma livraria, anunciando que haveria um encontro para fãs. Ele compareceu e acabou sendo sorteado com um chaveiro da série. Gostou da brincadeira e continuou participando de outros encontros. Chegou a emprestar a casa onde funcionava um  jornal de bairro de sua propriedade para essas reuniões.  “Muitas pessoas deixavam itens para eu vender e eu ficava com uma comissão”, conta. Em 1995, quando o  jornal já não vivia seu melhores dias, ele resolveu viver só desses negócios com produtos de Star Trek. Ele chegou a criar também o “Trek Dia Feliz”, que recolheu mantimentos para instituições de caridade até 2003. “O principal legado que o Senhor Spock nos deixou foi o de cuidar do presente para ter um futuro bom”, afirma.

spock_nimoy

A morte de Leonard Nimoy não fez a procura de lembranças de  Star Trek aumentar. Alguns fãs perguntaram sobre as orelhas pontudas do personagem vulcano. Os acessórios, de látex, estão em falta e não têm previsão de voltar à prateleira. Mas, mesmo sem as orelhas, ainda é possível se caracterizar como um dos tripulantes da nave Enterprise. A loja aceita encomendas de uniformes sob medida (a partir de R$100). Há também adesivos, canecas, revistas, cuecas, camisetas e até o casal Barbie e Ken vestidos como personagens. “Queríamos nos tornar um lugar de referência para fãs da série”,  explica Furtado.

bek

Atualmente, a USS Brazil está nas mãos da ex-mulher e da filha. Ele cuida da atualização do site da loja e trabalha como professor de Artes Visuais, História dos Quadrinhos, Teoria da Comunicação, entre outros cursos, no complexo da faculdade FMU. “Elas não eram fãs da série, mas acabaram ficando contaminadas”, orgulha-se. “Sabem todos os detalhes, viraram especialistas, conversam com as pessoas como se fossem fãs desde criança”. A USS Brazil não realiza mais encontros com fãs, mas participa com um pequeno estande em todos os eventos.

Além de artigos de Star Trek, a loja também comercializa produtos e DVDs de outros filmes e seriados famosos, como O Senhor dos Anéis, Jeannie é um Gênio e Xena, a Princesa Guerreira.

Serviço:
USS Brazil
R. Rego Freitas, 530, loja E, Centro
Tel. 3214-4637
Seg. a sex., das 10h às 18h; Sáb., das 10h às 16h

Share Button