Share Button

Quem visita o bistrô Robin des Bois, que completou quatro anos em janeiro, tem a sensação de estar parado no tempo. Não é porque a decoração remete a outras épocas, mas por causa dos doze relógios pendurados na parede do local. Todos eles ficam parados no mesmo horário: 10h15.

feitiço do tempo

O motivo da excentricidade é o gosto musical do proprietário Bernard Decanali, francês que vive em Nova York. Antes de fundar nos Estados Unidos a primeira unidade do bistrô, ele era DJ. A hora marcada pelos relógios é uma homenagem à música 10:15 Saturday Night, da banda inglesa The Cure.

Quando inaugurou a versão paulistana do restaurante, Decanali trouxe consigo os relógios. Na maioria, eles são das décadas de 40 e 60 e foram garimpados em antiquários pela Europa. O sócio brasileiro do restaurante, Otavio França, conta que os clientes costumam reparar nos ponteiros estacionados. “Algumas pessoas nos corrigem, mas depois percebem que é proposital”, afirma. “O bom é que os desavisados acabam nem percebendo o tempo passar e ficam até tarde”.

Desde o fim do ano passado, a matriz novaiorquina do Robin des Bois está fechada, pois Decanali procura um novo imóvel para instalá-la. Deve reabrir em 2013. Por enquanto, só é possível conferir os relógios parados na unidade de São Paulo. Ah, e os alto-falantes do local, respeitando o gosto do proprietário francês, tocam The Cure e outras bandas de rock dos anos 80.

Serviço:
R. Capote Valente, 86, Jd. Paulista, 3063-2795.

(Com colaboração de Míriam Castro e foto de divulgação)

Share Button