Share Button

Sexta-feira, 4 de agosto, comemora-se o Dia Internacional da Cerveja. A data foi criada em 2007 por um grupo de quatro amigos da cidade de Santa Cruz, na Califórnia. Eles resolveram que a partir daquele dia a primeira sexta-feira do mês de agosto se tornaria o Dia da Cerveja. Aos poucos, a celebração se espalhou junto dos seus três objetivos: reunir amigos para beber, homenagear os produtores e vendedores de cerveja e unir o mundo em torno da bebida.

O “movimento” do Dia Internacional da Cerveja encoraja os fãs da bebida a pagarem pelos copos alheios e a agradecerem pessoalmente aos garçons que lhe servem nos bares. Inicialmente pensou-se em uma data fixa (5 de agosto), mas depois optou-se por comemorar sempre na primeira sexta-feira de agosto.

O Brasil é um dos muitos países que aderiram à data em seu calendário informal. Nos dias 4 e 5 de agosto, a Sociedade Paulista de Cultura de Boteco comemora o Dia da Cerveja reunindo oito botecos no Unibes Cultural, que fica do lado da Estação Sumaré do metrô.

Dia Internacional da Cerveja é comemorado na primeira sexta-feira de agosto

A Sociedade Paulista Cultura de Boteco foi criada pelo jornalista Miguel Icassatti para desenvolver ações e projetos que valorizem as pessoas e a gastronomia dos botecos paulistanos. Nessa edição do Cultura de Boteco – Dia Internacional da Cerveja, os oito bares convidados estarão presentes – além de outros, como o Veloso, que levarão apenas seus petiscos. Terão a companhia de mestres-cervejeiros, que oferecerão palestras sobre como harmonizar a bebida com os pratos, dentre outros temas.

Apesar de levantar a bandeira dos botequins paulistanos, o evento abrirá espaço para bares do interior: a Linguiçaria Real, de Bragança Paulista, a cantina Piovanelli, de São Roque, e o Taioba, de São Sebastião. Da capital virão o Pira Grill, a Academia da Gula, o Jiló, o Periquito e o Rota do Acarajé. Cada um levará seus petiscos mais tradicionais, que serão vendidos para o público em uma faixa de preço que varia dos 5 aos 20 reais.

A coxinha do Veloso é uma das atrações do Cultura de Boteco

Para completar o que a organização chama de “atrações alusivas ao universo botequeiro”, quatro números musicais farão parte da programação. Um deles é o show do FM Solo, com o guitarrista Felipe Machado, que abre o evento na sexta-feira. No sábado, outras três bandas de rock sobrem ao palco intercaladas por uma “beer class”, com a sommèliere Beatriz Ruiz (“Guia rápido para escolher uma cerveja a depender da ocasião”) e um “beer-talk” com o mestre-cervejeiro Luciano Horn (“Tudo o que você sempre quis saber sobre cerveja”).

Serviço
Cultura de Boteco – Edição Dia Internacional da Cerveja
Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2500, ao lado do metrô Sumaré
Sexta, 4/8, 18h/22h; sábado, 5/8, 12h/22h.
Entrada: R$ 10.

Share Button