Share Button

O autocine, sucesso entre os anos 1970 e 1980, está de volta. A proposta é seguir o modelo “pop-up”, ou seja, atração de curta duração. O estacionamento do Shopping Continental, no Jaguaré, quase divisa com Osasco, irá abrigar o projeto mais uma vez. Foi ali que o Cine Autorama começou em 2015 e será ali que o “cinema drive-in” irá funcionar em seus primeiros três meses. Serão 16 sessões ao longo de quatro fins de semana (dois filmes no sábado e dois no domingo em semanas alternadas) entre outubro e dezembro. A ideia é que ele se torne itinerante depois disso.

Se a ideia é matar a saudade de décadas passadas, faz sentido inaugurar o projeto com “Os Caça Fantasmas 2”, de 1989, neste sábado, 21 de outubro. Logo na sequência, será exibido “Mulher Maravilha”, deste ano. Salvo algumas pequenas exceções, as primeiras sessões começarão às 19h30 ou às 20h; e as segundas; às 21h30, 21h45 ou 22h.

Estacionamento do Shopping Continental receberá o cinema drive-in (Foto: Rafael Beraldo)

Os filmes antigos irão aparecer com destaque: “A História Sem Fim” (1984), “Edward Mãos de Tesoura” (1990), “Os Garotos Perdidos” (1987), “O Rei Leão” (1994), “Juamji” (1995), “Os Fantasmas se Divertem” (1988), “Pânico” (1996), “A Hora do Pesadelo” (1984) e “Monstros S.A.” (2001) estarão em cartaz. O filme mais antigo será “O Mágico de Oz”, de 1939, onde os espectadores poderão escolher entre duas opções de áudio: o original ou o sincronizado com o álbum “Dark Side of the Moon”, do Pink Floyd. Em todas as sessões ,quem entrar no autocine poderá ouvir os filmes pelas frequências de rádio FM ou pelo próprio celular com a ajuda de um aplicativo.

Leia mais: Chaparral, Moon, Snob’s: a história dos autocines

“Nos tempos em que filmes podem ser assistidos em casa em televisores de alta definição ou até em tablets e celulares, o encanto do cinema drive-in vem sendo resgatado”, acredita Marco Costa, da Brazucah Produções, idealizador e diretor do projeto. “Descobriu-se que está na memória afetiva até de quem nunca assistiu a um filme em um autocine, mas já viu alguma referência a ele em alguma produção antiga ou mesmo em um desenho animado, como os Flintstones”, aponta.

“Os Caça-Fantasmas 2”, de 1989, é o primeiro filme do “cinema drive-in”

Eles funcionavam como um cinema normal, só que em local aberto e com os clientes dentro de seus carros. Tinham até serviço de lanchonete, acionado com uma espécie de “código” – acendendo as lanternas do automóvel. Para não flagrar nenhum cliente mais saidinho, o atendente tinha o hábito de dar uma leve tossida antes de se aproximar dos ocupantes do carro. Muitos aproveitavam a privacidade para deixar os filmes um pouco de lado.

Tela de projeção do antigo autocine Snob’s (Foto: Oswaldo Palermo/AE)

Os autocines foram uma das vítimas da expansão das grandes redes de cinema e dos shopping centers. Um dos últimos, o Snob’s Auto Cine, fechou as portas em 1990. Agora, 27 anos depois, quem tem saudade de ver as grandes produções de dentro do carro ou ficou chateado por não ter vivido essa época,  terá sua chance.

Os autocines estão de volta (Foto: Danilo Ramos)

O ingresso custa 35 reais por pessoa (com meia entrada de R$ 17,50) ou 50 reais por carro, em preço que compensa para os que estiverem em grupos de pelo menos duas pessoas (ou a partir de três se todos pagarem meia). A programação completa está no site do Cine Autorama.

Share Button