Share Button

Depois de 13 anos fazendo trabalhos como sósia de Pelé, Nicanor Ribeiro teve a ideia de procurar companhia para suas apresentações. O que era um show de apenas um  imitador virou um time (quase) inteiro. A Seleção Brasileira de Sósias fez sua estreia na Virada Esportiva, que aconteceu na cidade no último fim de semana. O time atuou  com Liedson (que se chama, na verdade, Carlos Henrique), Kleber (Leandro), Zé Elias (Leandro), Roberto Carlos (Edson), Neymar (Eigon), Ronaldinho Gaucho (João), Dagoberyo (Daivide) e os goleiros Vitor (Danilo) e Doni (Bruno). Nicanor, ou Pellè (com dois eles e acento agudo para não ter problema com o verdadeiro Pelé), conversou com o Blog do Curiocidade, entende?

seleção_brasileira_sósia

A ideia de criar a seleção de sósias foi sua?
Sim, eu criei a seleção no ano passado. Eu sou hipertenso. Vai que acontece alguma coisa comigo e eu não posso mais trabalhar como Pellè… Pelo menos eu vou ter a seleção para administrar. Além disso, em conjunto o trabalho aparece mais. A união sempre é um negócio muito interessante. Melhor do que cada um fazer um negócio ou outro, aqui e ali.

Como você encontrou pessoas parecidas com os outros jogadores?
Nós trabalhamos juntos em 2006, no Show do Tom [programa da Record].

A turma é só parecida ou joga alguma coisa?
Na verdade, nem tivemos tempo de treinar. Mas conseguimos um espaço no Parque São Jorge. Existe uma seleção brasileira de paraolímpicos, e o Corinthians ajuda com o espaço. Como eles vão para a Itália, vamos usar o espaço deles por um tempo, enquanto estiverem fora.

O jogo é de verdade ou é tudo ensaiado?
É um jogo de exibição. A gente joga pra valer, mas sem valer nada. A ordem é não  cometer falta. O bordão da seleção é “paz nos estádios”.

Para que time você torce?
Eu nunca fui ligado em futebol, na verdade. Sou muito mais ligado em samba do que ao futebol. Fui a um estádio pela primeira vez na vida em 2007. Estou fazendo um curso para entender direito as regras. Bom, mas para que time eu torço? Eu sou pelezista, claro. Porque é o que me gera renda.

Qual foi a primeira pessoa que disse que você era parecido com o Pelé?
Eu comecei a levar a sério essa história depois de uma viagem para a Disney em 1996. Americanos, japoneses, todos me paravam pra tirar foto. Diziam: “Pêle, Pêle, foto, foto!”. Eu trabalhava como locutor. Até que, em 1997, perdi o emprego e entrei em depressão. Continuei fazendo alguns trabalhos como locutor até que, em 2002, resolvi assumir o Pellè.

Pellè é o nome que você adotou para seus trabalhos como sósia. Por que a mudança na grafia? O Pelé ficou bravo com a imitação?
Não, é porque eu fazia locuções em festas italianas. Por isso, italianei o meu nome com dois eles.

Serviço:
www.sosiadorei.com.br

(Com colaboração de Karina Trevizan)

Share Button