Share Button

Você sabia que o Monumento às Bandeiras, no Parque Ibirapuera, e a estátua de Duque de Caxias, na Praça Princesa Isabel, foram feitos pelo mesmo artista? O nome dele é Victor Brecheret, escultor modernista que tem uma série de obras distribuídas em espaços públicos de São Paulo. O recém-lançado livro “Descobrindo São Paulo com Victor Brecheret”, da FM Editorial em parceria com o Instituto Victor Brecheret, apresenta o artista às crianças, além de instigá-las a vasculhar a história dos pontos turísticos da cidade. Os textos são da escritora e pedagoga Renata Sant’Anna. Um mapa destacável traz a localização de cada obra de Brecheret, estimulando os pequenos leitores a procurá-las no mundo real.

descobrindo sp com brecheret

Victor Brecheret nasceu na Itália em 1894, vindo com a família para São Paulo durante a infância. Ainda adolescente, ingressou no Liceu de Artes e Ofícios, sociedade de ensino no bairro da Luz, no centro da cidade. Em 1913, voltou a Roma, na Itália, para concluir o aprendizado, onde ficou até 1919. Foi lá, como discípulo de Dazzi, que Brecheret aprendeu a arte de vanguarda da escultura. Em 1922, foi o principal escultor entre os participantes da Semana de Arte Moderna, com 12 peças originais expostas no Teatro Municipal de São Paulo. Na época, já morava em Paris, onde desenvolveu ainda mais seu estilo artístico.

victor-brecheret-escultor-brasileiro

O Monumento às Bandeiras, maior obra de sua vida, foi encomendado a Brecheret em 1923 pelo Governo do Estado de São Paulo. Ele demorou 33 anos para concluí-la, em 1953. A obra tem 43 metros de comprimento, 8 metros de largura e 5 metros de altura. O povo brasileiro é representado pelo grupo de 35 índios, negros, portugueses e mamelucos que acompanham os dois bandeirantes.

Monumento_às_Bandeiras_01

Share Button