Share Button

A lanchonete Achapa já me salvou de várias enrascadas. Das chamadas hamburguerias tradicionais é uma das minhas favoritas.  Por isso, recebi com entusiasmo a notícia do lançamento de um café da manhã em estilo americano, servido diariamente das 7h30 às 11h30. Bom para turistas e também para paulistanos que gostam de variar. Ovos com bacon, salsichas, omeletes e panquecas com maple syrup eram as estrelas. A assessoria de imprensa até convidou blogueiros para uma degustação. Um dos que eu li se desmanchou em elogios. Não gosto dessas bocas-livres. Não dão a verdadeira dimensão do que o público encontrará. Por isso, vou sempre anonimamente e pago a conta. Fui visitar ontem o endereço da Alameda Santos, no Paraíso – o site informa que o café da manhã é servido apenas nas unidades do Paraíso e do Itaim Bibi, mas a toalhinha de papel diz que ele está disponível em quatro casas.

A CHAPA_cafe

Fiquei até surpreso com o bom movimento às 11 horas. Eram sete mesas ocupadas. O cardápio é bem completo e lembra mesmo o de uma lanchonete dos Estados Unidos. Os elogios acabam aí. O serviço foi um desastre. As bebidas  –  incluindo o café com leite – vieram primeiro, quando deveriam vir junto com todo o resto. Depois de um tempo, o meu sanduíche (um misto quente bem magrinho) chegou. Só o meu. A minha mulher pediu o “French Toast Sausage” – dois ovos, bacon, duas salsichas e duas fatias de french toast (uma releitura da rabanada, feita com brioche). É o prato mais caro do café da manhã (R$ 27,50). Terminei o meu e ficamos esperando mais 15 minutos. E nada. Quando reclamei, o garçom disse o famoso “já está vindo”. Não estava. Ainda esperamos mais 10 minutos. Só depois da segunda reclamação, o pedido apareceu. O prato veio sem o bacon e os brioches estavam horrorosos.  Feitos na correria, de qualquer jeito. Impossível de comer. O garçom viu que detestamos e resolveu não cobrar o prato. Sem que perguntássemos nada, ele disse que a culpa não era dele: “A cozinha solta tudo devagar, demora um tempão, está a maior confusão”.  Outras duas mesas reclamaram de pratos errados.  O café da manhã foi uma decepção total. É preciso melhorar muito um café da manhã que pode sair fácil, fácil 35 reais por pessoa. Bem, Achapa, vou ficar mesmo só com os seus hambúrgueres. Não pretendo mais cair nessa enrascada.

Atualizado em 20 de dezembro de 2013 – Resposta do sócio-proprietário de Achapa:

“Agradecemos a sua crítica no portal São Paulo para Curiosos sobre o café da manhã da Achapa.  Fico feliz por você apreciar a nossa casa e ser cliente assíduo. É uma pena que não tenhamos atendido às suas expectativas com esse novo serviço. Sempre que ousamos em um lançamento, por mais preparada que a equipe esteja, corremos um “risco” até que tudo esteja 100% alinhado. No caso do café da manhã, a novidade é em dose dupla; o horário de abertura antecipado das lojas e os pratos do cardápio, totalmente diferentes dos convencionais, que exigem um preparo e uma dinâmica de atendimento próprios. É claro que todo esse processo de adaptação não pode se refletir no serviço final. Fique certo que todo nosso esforço está voltado para que isso não aconteça, por isso, seus comentários são importantes e muito bem vindos.”

Christian Germano
Sócio proprietário da rede Achapa

Share Button