Share Button

Um triciclo turbinado carrega tudo o que Danilo Tanaka precisa para vender hambúrgueres na cidade de São Paulo. A ideia já existe e está prestes a ser posta em prática pelo paulistano de 35 anos. Ele mesmo projetou o veículo Bike Burger, em fase de ajustes finais. A frente do triciclo é equipada com a chapa para fritar a carne e um cooler com as bebidas. Na parte traseira, um baú leva os ingredientes dos lanches. A ideia de Danilo é conseguir uma licença da Prefeitura para poder trabalhar legalmente com a venda de alimentos na rua, pleiteando então uma das vagas na região da Avenida Paulista.

BikeBurger_produção

Imagem da construção do Bike Burger

Do bairro da Mooca, onde mora, até a Paulista são cerca de 10 km. Um sistema de 10 marchas deve ajudá-lo a suportar o peso do veículo (só a caixa da frente mede 1 m x 1,5 m), mas Danilo Tanaka não descarta um plano B: “Se eu não conseguir subir a Augusta na perna, posso instalar um motor elétrico”. Sem carro na garagem, o paulistano formado em Fotografia já é íntimo da magrela. Quando trabalhava na Editora Escala, fazia a bordo de uma bicicleta os 40 km do percurso de ida e volta da Mooca, na Zona Leste, ao bairro do Limão,  na Zona Norte. “E, ainda assim, levava 1h10min a menos do que gastaria usando o transporte público”, gaba-se.

Danilo Tanaka também já domina a arte de fazer hambúrgueres. Começou cozinhando em casa, para amigos e família, até que, em meados do ano passado, decidiu testar a produção comercial em um dos happy-hours promovidos pelos funcionários da Escala num lava-rápido próximo à editora. A experiência funcionou, e Danilo virou cativo do evento. “Cheguei a fazer 100 lanches em uma só noite”, lembra. É lá que ele pretende estrear a Bike Burger, assim que o triciclo ficar pronto, no fim de junho.

BikeBurger_lanche

X-salada Bike Burger

No cardápio, além das bebidas (água, suco, refrigerante e cerveja), estão previstos quatro tipos de lanches: hambúrguer simples (R$ 6), x-búrguer (R$ 8), x-salada (R$ 9) e x-bacon (R$ 12), todos artesanais e de receita original do ciclista. “Não é hambúrguer gourmet”, alerta, prezando pela simplicidade e praticidade. Apesar de ter montado uma hamburgueria móvel, Danilo ainda não tem planos de fazer o serviço de delivery.

Share Button