Share Button

O interesse crescente dos paulistanos em pedalar fez o administrador de empresas Julio Schonenberg descobrir um novo nicho de mercado. Desde outubro, ele aluga bicicletas – com a mordomia de entregá-las e retirá-las na casa do cliente. A Bike Na Porta tem 15 magrelas, mas, graças a convênios com bicicletarias da cidade, pode entregar até 200 no mesmo dia. O leva-e-traz é feito num Gol vermelho, que carrega três bicicletas no suporte instalado no capô do carro. Quando o número é maior, a empresa usa uma van que comporta até 15 bikes. Descobri a novidade por acaso, ao emparelhar meu carro com o deles, numa ruazinha no bairro do Sumaré.

A empresa foi criada em outubro do ano passado. Julio tinha sido demitido no início do ano e começou a fazer pequenos trabalhos numa empresa de reparos domésticos, a “Pra Que Marido?”. Visitando os condomínios, percebeu um grande número de bicicletas na garagem, mas quase todas em péssimo estado de conservação. Conversando com o amigo ciclista Ricardo Sznaier, os dois pensaram na Bike na Porta, resolveram virar sócios e criaram o slogan “Pedalar num click”.

Julio indo realizar uma entrega de três bicicletas.

Julio em ação para mais uma entrega de bicicletas

“Por enquanto, a maior demanda é de gente de fora de São Paulo, que vem passear ou passar férias por aqui”, explica Julio. “Dezembro e janeiro foram nossos melhores meses, com 80 chamadas no total. Atendemos muitos hostels e hotéis na região da Paulista. O que atrapalha mesmo é dia de chuva. Este mês de março tem sido terrível”. O site é bem sem graça, mas conta com versões em português e inglês.

A Bike na Porta tem sido chamada também para eventos. “Uma marca de xampu, que promete fazer efeito sob o sol, alugou 10 de nossas bicicletas para que blogueiras fossem de um salão na Consolação até outro em Moema, fazendo propaganda do novo produto”, conta Julio.

Nas entregas noturnas a bicicleta ganha um charme e chama atenção pelas avenidas paulistanas.

Julio e Ricardo numa entrega noturna: a bicicleta com neon chama a atenção

Por enquanto, a empresa só atende a região central e a zona Oeste. “A expectativa é que a clientela cresça porque as subprefeituras têm fechado uma rua por bairro aos domingos e isso está aumentando o interesse pelas bicicletas”, comemora Julio. O plano é atender mais duas regiões de São Paulo até o próximo mês de julho. A primeira delas será a zona Leste.

A diária da Bike na Porta sai por 50 reais e os clientes podem combinar dia, horário e local de recebimento da bicicleta pelo telefone ou pelo Whats App. Há bicicletas de três tamanhos: infantil (com ou sem rodinhas), adolescente e adulto. A título de comparação, o aluguel de uma bicicleta comum no Parque do Ibirapuera sai por 5 reais a hora. No projeto Bike Sampa, do Banco Itaú, a primeira hora da bicicleta é grátis. As demais horas custam 5 reais, cobradas no cartão de crédito cadastrado. Mas o retirar e devolver fica por conta do ciclista.

Facebook: Bike Naporta
http://www.bikenaporta.com.br/
Whats App: (11) 95001-9195

Share Button