Share Button

A rede de restaurantes America anunciou na semana passada o lançamento de um novo serviço nas unidades da Alameda Santos e da Avenida Nove de Julho. É o serviço de entrega com bicicleta. As refeições são entregues por ciclistas  para endereços distantes a até  5 quilômetros das lojas. Para os outros  bairros, ainda são utilizadas as tradicionais motocicletas. “Começamos pelas lojas com maior movimento de delivery“, afirma Mirella Scorza, gerente de marketing do America. “Como estamos tendo retorno muito positivo dos clientes, já estudamos a expansão para outras lojas”. São cinco bicicletas em cada loja. Os 12 funcionários contratados especialmente para esse serviço (entre eles, uma mulher) passaram por testes de saúde antes de começar na nova função. Eles também fizeram aulas de segurança no trânsito para aprender as regras básicas que o ciclista deve seguir. Outro requisito era ter carteira de habilitação na categoria A (para motocicletas), já que as bicicletas do America são movidas à bateria. “É elétrica para subidas, mas eles pedalam por todo o caminho restante”, explica Mirella.

refeição_bike

O America não é o primeiro estabelecimento da cidade a contar com entregas de bicicleta. A rede de supermercados Pão de Açúcar já tem esse serviço há cerca de dez anos. No total, 20 lojas fazem esse tipo de entrega. Entre elas estão as unidades das ruas Teodoro Sampaio, Joaquim Floriano e Padre Antônio José dos Santos. Ao todo, são 23 bicicletas. O último balanço de entregas da empresa, divulgado em janeiro, aponta que são atendidos em média 200 pedidos de bicicleta por dia. Outro restaurante com delivery de bicicletas é o BeFresh, que tem apenas ciclistas profissionais para o serviço. Só são aceitos pedidos de entrega dos bairros Itaim Bibi e Vila Olímpia, mais próximos ao restaurante.

Renata Falzoni, jornalista e clicloativista, comemora as iniciativas. “O mais importante é o efeito dominó que isso pode causar”, afirma. “Proporcionalmente, uma motocicleta polui mais que um carro. As leis ambientais não são tão severas com as motos. Por isso, tirar uma moto da rua significa melhorar a qualidade do ar, além de facilitar o trânsito”. Renata acredita que andar de bicicleta pela cidade está mais seguro nos últimos meses. “Não é porque a CET colocou placas na rua, e sim porque aumentou o número de bicicletas. É só assim para as pessoas perceberem a nossa existência e começarem a nos respeitar.”

Serviço:
America, Al. Santos, 957, Jardim Paulista, 3178-4424, e mais 13 endereços.
BeFresh, R. Prof. Carlos de Carvalho, 95, Itaim Bibi, 3078-0558.

(Com colaboração de Karina Trevizan e foto de divulgação)

Share Button