Share Button

A coleção O Guia dos Curiosos está na 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. A feira começou hoje e vai até o dia 31. A Panda Books participará pela terceira vez com estande próprio. Ele fica na Rua H, ao lado de outras 23 editoras, como Melhoramentos, Publifolha e Planeta, e bem perto de uma das praças de alimentação. No total, a Bienal tem 480 expositores e espera receber 800 mil visitantes. Segundo Wilson Poit, presidente da SPTuris, cada pessoa gasta em média 103 reais em produtos literários – nessa conta, não entra o preço do ingresso, da alimentação e os abusivos 40 reais do estacionamento. Na programação oficial, a Bienal receberá 186 autores, sendo 22 internacionais – um dos mais aguardados é o escocês  Andrew Jennings, autor de “Um Jogo Cada Vez Mais Sujo“, que desmascarou o esquema da máfia de ingressos da Copa do Mundo.

DSC02439

Panda Books está na Rua H da Bienal do Livro: este é o endereço para encontrar os 9 volumes da coleção “O guia dos curiosos”

aaa

Um dia antes da montagem, o estande recebeu 1 tonelada de livros

Criada em 1970, a primeira Bienal do Livro foi realizada entre 15 e 30 de agosto no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera. Já passou também pelo Expo Center Norte e pelo Centro de Exposições Imigrantes. As edições de 2006, 2008, 2010 e 2012 aconteceram nos 60 mil metros quadrados do Anhembi. A Câmara Brasileira do Livro (CBL) informa que seus associados investiram 34 milhões de reais no evento. Em 2012, o faturamento chegou aos 80 milhões de reais.

No último dia de montagem, cerca de 1500 funcionários trabalhavam para deixar tudo pronto.  Os 30 metros quadrados do estande da Panda Books receberam 60 caixas forradas por 2.700 exemplares de 280 títulos diferentes – incluindo os nove volumes da coleção “O guia dos curiosos”. Juntas, as caixas pesavam aproximadamente 1 tonelada. Durante o evento, novas remessas serão enviadas para repor tudo o que for sendo vendido.

Para atender os visitantes, além da Praça de Alimentação, 25 carrinhos de sorvete estarão circulando pelas ruas. “Temos um bar em Itaquera, ao lado do estádio do Corinthians”, conta Gisele da Silva, 29 anos, que pilotará um dos carrinhos. Outros quatro terão também gente da família dela, como o irmão Danilo. “Nosso faturamento cresceu 110% durante a Copa. Mas agora isso passou e fazemos  ‘bicos’ para garantir uma renda extra”. Os vendedores ficam com 10% sobre cada sorvete vendido. A expectativa é de vender 350 por dia.

DSC02436

Os irmãos Danilo e Gisele esperam vender 350 sorvetes por dia

No Brasil, o sorvete chegou primeiro ao Rio de Janeiro, ainda na época da Monarquia. No dia 23 de agosto de 1834, Lourenço Fallas inaugurou na corte duas casas que vendiam sorvetes e produtos gelados, uma no Largo do Passo e outra na Rua do Ouvidor. Para garantir que o produto não derretesse, comprou 217 toneladas de gelo de Boston, nos Estados Unidos, que foram trazidos para o Brasil por um navio. O gelo foi envolto em serragem e enterrado em buracos – com a técnica, ele resistiu durante 5 meses. Sabia? Está em “O guia dos curiosos”.

Serviço

Quando: de 22 a 31 de Agosto de 2012
Onde: Pavilhão de Exposições do Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana)
Horário de visitação: de segunda a sexta-feira das 9 às 22h (com entrada até as 21h); sábados e domingos, das  das 10h às 22h (com entrada até as 21h)
Ingressos: R$ 12 (segunda, terça, quarta e quinta) R$ 14 (sexta, sábado e domingo)

Share Button