Share Button

O trompete, o saxofone e a guitarra pendurados na parede dão uma boa ideia da linha musical escolhida pelo Jazz Restô & Burger para entreter seus clientes. Mas o que chamou a atenção de verdade desse blog foi a carta de cervejas. O chef André Berti abriu o bar há 3 anos e se orgulha de dizer que foi o primeiro no Brasil a juntar tantas marcas de cervejas 0% álcool. O Jazz não vende nada alcoólico.  “Nós cultivamos os princípios de boa saúde e da responsabilidade social”, afirma André. “Não gostaríamos de saber que um cliente se embriagou aqui e acabou causando um acidente grave ou até mesmo fatal lá fora”.

cervejas-semalcool

As marcas de cervejas 0% álcool vendidas na casa: sempre atrás de novidades

Colônia, Itaipava, Nova Schin, Brahma, Super Bock Black, Estrella Galicia, Kronenbier, Liber, Kunstmann, Laziza, Província, Clausthaler, Erdinger, Riegele Golden Lager e Paulaner Hefe são as marcas vendidas na casa. E a equipe está sempre atrás de  novidades. “Não é uma tarefa fácil”, reclama André. “Fabricantes, importadoras e distribuidores dão preferências às alcoólicas, pois a venda é maior”. As mais pedidas são as alemães Erdinger, Paulaner Hefe e Riegele Golden Lager. Além das cervejas, o Jazz vende versões sem álcool do mojito e da margarita.

1382958_528749780546013_1601568733_n

A versão sem álcool do mojito de morango

José Honorato Moreira Junior, 41, sommelier de cervejas e especialista em bebidas do Senac, explica que a principal diferença entre as duas cervejas está no processo de fabricação. “Na cerveja normal, o mosto (líquido proveniente da fervura do malte ) é cozido para gerar o açúcar que, mais tarde, se transformará em álcool”, descreve. “Na sem álcool usa-se dois processos: o de fermentação interrompida e o de osmose reversa, que separa os solventes por meio de uma membrana permeável”. José afirma que o maior desafio é manter o sabor original da bebida. “Isso requer investimento e tempo, pois serão necessários muitos testes para gerar um equilíbrio do sabor”.

941785_466291323458526_1513660952_n

A casa foi inaugurada há três anos e não serve nada alcoólico

Para os incrédulos, André garante que o sabor é praticamente o mesmo e que até os maiores apreciadores de cerveja poderiam se confundir. Ele conta uma história para ilustrar a sua teoria: “Depois de muitas cervejas, dois amigos pediram a conta. Quando receberam a fatura, um deles disse: ‘Bebi tanto que nem me lembrava mais o que havíamos pedido’. A garçonete riu e disse que todas as cervejas eram sem álcool. Foi engraçado. Eles pediram para ler os rótulos de todas as garrafas que haviam tomado”.

Elvis Campello, docente no curso de formação de sommelier de cerveja, no Senac Penha, explica que a cerveja sem álcool não pode ser considerada mais saudável . “Apesar de a porcentagem alcoólica ser menor, a interrupção do processo de fermentação também diminui o percentual de vitaminas contidas na bebida”, diz.

Legalmente, bebidas com até 0,5% de teor alcoólico podem ser consideradas isentas do composto. A quantidade de álcool que pode ser ingerida antes de dirigir sofreu alteração em 2012 e ganhou o nome de “Lei Seca”. A mudança determina tolerância zero ao álcool, mas conta com uma compreensão de 0,04ml de álcool/l de ar apenas por exigência do Inmetro, que considera esta margem de erro no aparelho de medição. “A concentração da cerveja não alcoólica não é o suficiente para se comprometer diante do bafômetro”, afirma Elvis.

Serviço
Jazz Restô & Burger
Largo Dona Ana Rosa, 33, Vila Mariana
Tel.: 2369-1453 /2369-1473
De segunda a quinta, 11h30/15h e 18h/23h; sexta, 11h30/15h; e sábados, 18h3o/0h (confirmar sempre o horário antes de sair)
atendimento@jazzrestaurante.com.br

Share Button